rsz_1269125_713451898671222_2072205057_o_1
31
ago

Segue a prosa…

(Fechando o mês dos pais, publicamos novamente a homenagem do Amaranto a Arnaldo Ferraz)

img53e78a093adbf-1Era uma casa de quatro mulheres. E ele. Ele e sua paciência, ele e seu interesse em conhecer bem cada uma de suas quatro mulheres.

Do seu amor pela primeira, nasceram as outras três e sua vida foi definitivamente marcada pela presença do feminino.

Uma vida inteira de conversas intermináveis, uma vida de dança, teatro e cantoria, uma vida de infindáveis questionamentos, embates e risos, uma vida em meio a uma profusão de palavras. Muitas palavras!

img53e7899752272

Várias jogadas foras, ditas só por dizer, outras ditas de mau jeito, para se consertar depois com outras mais cuidadosas, muitas, muitas muito bem ditas, palavras que constroem. E ele ouviu sempre.

Que bom que ele também é das palavras! E com elas e suas atitudes, seu jeito de ser, seu exemplo, ele criou com sua companheira três pequenas mulheres que cresceram confiantes, sabedoras de sua importância no mundo, que conhecem o valor do respeito, da compaixão, do esforço, do carinho e da fé na vida.

img53e78c5d7b2c4

Era uma casa de quatro mulheres. E ele. Agora há outras mulheres e homens na casa. É uma família que sabe cuidar da essência de cada um que faz parte dela e que comunga diariamente o amor-dom que os une nesta grande roda. E segue a prosa… Obrigada, pai! Texto de Flávia Ferraz Para Arnaldo Ferraz nosso parceiro começo de tudo Fica aqui também nossa homenagem a todos os pais – de meninos e de meninas – que cuidam, cada um a seu modo, de acompanhar os passos de seus filhos! A letra da canção a seguir, de Tiago Godoy, foi escrita pela Marina Ferraz em homenagem a seu sogro e pai do Tiago, Evaldo Campos:

Veja também

Comentários